Carga lotação e carga fracionada: conheça as diferenças

Quando sua empresa precisa contratar um serviço logístico, há uma série de opções disponíveis. Nem sempre você consegue avaliar corretamente qual seria o mais indicado para suas necessidades. O transporte rodoviário oferece duas alternativas que estão dentre as mais utilizadas: a carga lotação e a carga fracionada.

Neste artigo, você poderá entender melhor no que elas diferem e ver vantagens de cada uma delas para que possa escolher melhor sua transportadora. Tem interesse no assunto? Então acompanhe e confira!

O que é a carga lotação?

A carga lotação, também conhecida como carga fechada, é uma modalidade de transporte na qual você ocupa toda a capacidade de um caminhão com itens de apenas um contratante de frete. Além disso, o destino do motorista será um remetente único. Ou seja, todo o conteúdo deverá ser descarregado em sua chegada.

Normalmente, são transportados matérias-primas e insumos, como grãos e minério. Nesse tipo de situação, as informações do motorista e do caminhão precisam estar registradas no CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico).

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

E a carga fracionada, o que é?

A carga fracionada, por sua vez, acontece quando diferentes tipos de produtos ocupam a capacidade do caminhão e há múltiplos destinatários. Em cada ponto da rota será deixada uma parte da carga, de acordo com o que estiver estabelecido nos pedidos.

É o que acontece quando, por exemplo, uma loja de eletrodoméstico dispara um caminhão para fazer entregas. Dificilmente as compras de uma mesma família ocuparão toda a sua capacidade, então, são colocadas entregas para pessoas diferentes e se define um caminho que o motorista deve percorrer deixando as encomendas. Além disso, não é obrigatório informar os dados do caminhão e do motorista no CT-e.

Quais são as vantagens de cada uma delas?

Fazer uma análise dos benefícios que ambas as cargas apresentam é fundamental para conseguir escolher a mais adequada para a entrega. Veja, a seguir, o que cada uma delas pode oferecer de melhor!

Facilidade de negociação

Se for pensar em termos gerais, os custos com a carga fracionada são mais altos, visto que há uma série de paradas no trajeto. Porém, esses gastos podem ser diluídos entre os diversos compradores que receberão as mercadorias. Já na outra categoria, o remetente é um só.

Por outro lado, talvez seja viável negociar melhor os preços do frete na de lotação, visto que o trajeto é simplificado e não há a necessidade de operações intermediárias. É possível também verificar a possibilidade de conseguir carga para o retorno do motorista, o que pode ser algo muito vantajoso para todos os envolvidos.

Pontualidade

Pensando na modalidade fracionada é importante avaliar bem o roteiro e identificar os pontos geográficos que devem ser cobertos pela rota. Às vezes, pode acontecer de uma transportadora não cobrir todas as suas necessidades o que encarecerá consideravelmente suas entregas.

Maior segurança

Além disso, é preciso avaliar a confiabilidade da transportadora, pois, como podem ser muitas as entregas, favorece a ação de pessoas mal-intencionadas, roubos e acidentes. Por isso, é muito importante contar com alguém que seja reconhecido pelo mercado.

Em ambos os casos, é preciso investir em um sistema de monitoramento, a fim de verificar a situação do frete no que diz respeito a sua localização e ao status de recebimentos — principalmente no caso da fracionada, já que são vários remetentes que precisam confirmar a entrega.

Tanto a carga fracionada quando a de lotação têm sua relevância, pensando na logística geral das empresas. A escolha precisa ser avaliada de acordo com a necessidade do cliente, no intuito de aproveitar os benefícios de cada uma delas.

Este artigo foi relevante para você? Então não deixe de compartilhar com os amigos em suas redes sociais para que eles também conheçam as diferenças entre ambas as cargas!