Como calcular fretes

tributos federais para transportadoras

Como calcular frete

O cálculo do frete é uma das tarefas mais importantes nas operações de logística. Se o cálculo for feito a mais há uma grande possibilidade de perda de negócios por causa da concorrência. Por outro lado, se o cálculo for baixo pode inviabilizar o negócio economicamente.

Para ser feito corretamente deve ser levado em consideração muitos fatores e seu cálculo deve ser feito por uma análise real e cuidadosa para a empresa conseguir competitividade e lucro.

Neste post trataremos sobre os custos variáveis e a metodologia do cálculo do frete.

Metodologia CASS

A metodologia CASS basicamente leva em consideração três componentes para o cálculo do frete: o custo com a administração, armazém e transporte.

Custo administrativo

Os custos administrativos incluem estrutura (exceto o armazém) para o funcionamento da empresa tais como o escritório, luz, água e outros impostos, aluguel, computadores, softwares, funcionários para suporte, venda, administração, análise e outros.

Segundo a metodologia CASS, o custo ideal do custo administrativo precisa ser de 4% dos custos totais da empresa. 

Custo com armazém

Para verificação dos custos com o estoque devem ser levados em consideração as despesas com impostos, seguro, maquinários, computadores e com a manutenção do armazém e estoque.

Quanto maior o espaço do armazém, mais gastos a empresa terá com os impostos e aluguel. Por isso é muito importante estudar bem o tamanho ideal. 

Manter um estoque elevado é ineficiente, pois prende o dinheiro. Além disso, a obsolescência pode ser responsável por cerca de 40% dos custos com a manutenção do armazém. 

Por isso é importante manter o ciclo do armazém o mais rápido e eficiente possível dando preferência para os estoques mínimos e o just-in-time. Outro fator importante a ser levado em consideração são os riscos com furtos, danos e possíveis realocações dos produtos.

Custo de transporte

Os custos com o transporte que devem ser levados em consideração são os da logística inbound e o outbound, sendo o inbound responsável pelo reabastecimento e o outbound o da entrega para o consumidor final.

A soma deve ser levada em consideração o transporte com caminhões, ferroviário e aéreo. Em caso  de transporte próprio as despesas se resumem ao combustível, IPVA e manutenção dos caminhões e automóveis. 

O cálculo deve ser a mais detalhada e cuidadosa, pois segundo pesquisa feita nos Estados Unidos é responsável por 80% do valor do frete. 

Outros fatores que devem ser levados em consideração na hora do cálculo do frete

Peso – Está diretamente relacionado com maior gasto de combustível, por isso deve ser levado em consideração.

Dimensionamento – O tamanho afeta diretamente a quantidade de produtos que podem ser levados pelos caminhões.

Distância – Da mesma forma que para o peso, a distância aumenta as despesas com o combustível e além disso aumenta o tempo usado para a entrega e retorno do colaborador.

Despesas Adicionais– Despesas adicionais, como estadias, carga, descarga, tipo de carga, seguro, monitoramento, zonas de restrições urbanas, estacionamentos, escolta, impostos devem ser levados em consideração na hora da formação do preço do frete.

Pedágio – O pedágio é uma das obrigatoriedades para pagamento de agregados e terceiros e é um custo relevante no frete que deve ser calculado com muita atenção.

Combustível – Atualmente é um dos itens mais importantes na formação do preço do frete que se não for planejado corretamente pode reduzir drasticamente as margens de lucratividade ou até mesmo causar prejuízos para os transportadores.

Use a tecnologia a seu favor

É importante o uso da tecnologia para ter cálculos mais precisos e confiáveis. Com sistemas de gerenciamento de transporte (TMS) é possível fazer essa tarefa de forma automatizada de forma mais precisa e confiável. 

Lembre-se que a margem de lucratividade deve ser suficiente para garantir o pagamento de todas as despesas administrativas-operacionais e também a renovação da frota ,que tem depreciação ano a ano.

Conclusão

O cálculo do frete é extremamente importante para o sucesso de uma logística. É preciso ter um frete competitivo e que gere lucro. Por isso é importante verificar e calcular todas as variáveis que compõem os gastos da empresa.

Para facilitar esta tarefa é importante que tenha ajuda da tecnologia, em especial do programa TMS, que automatiza este trabalho.

Referências:

Redwood.How are Freight Rates Calculated? Disponível em <https://www.redwoodlogistics.com/how-are-freight-rates-calculated/> Acesso em 26/10/2021

US Department of Transportation. Logistics Costs and U.S. Gross

Domestic Product. Disponível em <https://ops.fhwa.dot.gov/Freight/freight_analysis/econ_methods/lcdp_rep/index.htm#Toc112735356 > Acesso em 26/10/2021