Data warehouse: quais as vantagens do uso na logística?

Data Warehouse Management System (Sistema de Gerenciamento de armazém, em português) é um software utilizado para aperfeiçoar e facilitar diferentes processos logísticos dentro de um armazém. Atualmente, é uma das ferramentas mais adotadas no setor.

Com um mercado que exige cada vez mais qualidade nos serviços e amplo controle de gastos, o uso da tecnologia é a maneira mais inteligente para alcançar um coeficiente comum entre esses pontos. Graças a sistemas como o WMS é possível, por exemplo, otimizar atividades como estocagem e expedição de materiais.

Para que você entenda melhor sobre o assunto, preparamos este artigo em que explicamos o funcionamento de um Data Warehouse, bem como, as vantagens que a ferramenta traz para uma empresa logística. Continue com a gente e confira.Boa leitura!

Como funciona o Data Warehouse?

O Warehouse funciona como um sistema de suporte, integrando-se a outras soluções utilizadas no dia a dia da empresa. Com isso, ele consegue não só potencializar esses processos, como também diminuir os gargalos existentes.

O registro de entrada e saída de mercadorias é um bom exemplo do uso do WMS. Graças à tecnologia da ferramenta, várias informações sobre os itens são atualizadas automaticamente, tais como:

  • dados de inventário;
  • data de validade;
  • número de lotes.

Mas esse é só um exemplo simples. Basicamente, o Data Warehouse é capaz de cobrir todo o processo logístico que acontece dentro do espaço do armazém.

Quais as vantagens do uso de um sistema Warehouse?

Agora que você já sabe como funciona o WMS, confira algumas vantagens que o uso diário da ferramenta pode trazer para a sua empresa.

Controle de estoque do armazém

O Data Warehouse é uma ferramenta perfeita para controlar a quantidade de estoque de um armazém, evitando alguns dos maiores problemas do setor, como o excesso e a falta de produtos e de matérias-primas.

Com a sua implementação, o gestor consegue monitorar todos os itens que entram e saem do galpão, garantindo controle total sobre os bens da empresa.

Além disso, a funcionalidade permite que qualquer material seja encontrado com facilidade dentro do estoque, para que assim os processos — como os de distribuição e contagem — sejam agilizados.

Detalhamento e simplificação de processos

O controle abrangente citado no tópico anterior também resulta na simplificação de alguns processos internos. Com as informações extraídas e armazenadas pelo Data Warehouse, os profissionais do setor têm acesso rápido a detalhes importantes sobre os itens, por exemplo:

  • prazo de entrega ou recebimento;
  • tamanho e validade;
  • área de aplicação. 

Redução custos e prevenção de falhas

Toda automatização reflete em redução de custos ao ponto em que o efetivo de funcionários não precisa ser tão extenso. A tecnologia é capaz de cobrir uma área de produção muito maior que um ser humano.

Além disso, adotar o WMS significa diminuir o nível de falhas da empresa, pois o trabalho do sistema não é influenciado por questões externas — emoções e clima organizacional — como acontece com p colaborador normal.

Aumento da produtividade

Como explicado, o WMS é um sistema que pode ser integrado a outras ferramentas já existentes na empresa. Ou seja, ele otimiza processos que já são automatizados, impulsionando ainda mais a produtividade das equipes.

Graças à integração provida pela solução, a comunicação entre as equipes também é aperfeiçoada, refletindo em melhores resultados até mesmo nas atividades manuais.

Sem dúvida, o Data Warehouse é o tipo de investimento essencial para toda empresa logística. Com um mercado cada vez mais nivelado, a implementação da ferramenta deve ser encarada como uma ação importante para a estabilidade e crescimento do negócio. Por isso, analise as informações apresentadas e garanta processos de alta performance no seu armazém.

Gostou das dicas? Que tal conferir o nosso artigo sobre a importância de integrar o TMS com outros sistemas da sua empresa?